Home Automobilismo Endurance Queirolo e Muffato vencem etapa de Interlagos pela Império Endurance Brasil

Queirolo e Muffato vencem etapa de Interlagos pela Império Endurance Brasil

56
0
Foto: Bruno Terena/MS2 Comunicação

Os pilotos Pedro Queirolo e David Muffato foram os grandes vencedores da prova disputada no sábado (11), que marcou o retorno do Império Endurance Brasil ao Autódromo de Interlagos, em São Paulo (SP). A dupla do AJR #35 completou as quatro horas de prova com apenas 11 segundos de vantagem sobre a Ligier JS P320 de Gaetano di Mauro e Guilherme Bottura, que chegaram na segunda colocação. Foi a primeira vitória de Queirolo e Muffato pela equipe TMG, pela qual estrearam, com direito a pole position, na etapa de abertura do campeonato, em março, no autódromo de Goiânia (GO).

Além do show dentro da pista, o grande espetáculo da volta da categoria à capital paulista foi a corrida pela solidariedade. O público presente se uniu a pilotos e equipes e aderiu em massa à campanha por doações, destinadas às vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul. A Associação de Pilotos de Endurance (APE) ainda contabiliza o volume total das doações e viu as carretas das equipes gaúchas Sigma Kraucher/Tech Force, JLM e MC Tubarão, bem como outros veículos de apoio, voltarem lotadas de donativos junto aos carros de competição.

Drama e emoção até o fim na P1

Pela classe dos protótipos, Muffato e Queirolo superaram uma série de sustos na reta final da prova para vencer pela primeira vez no ano. A estratégia da dupla para vencer foi adotar um ritmo conservador e antecipar o primeiro pit stop, o que ajudou a colocá-los em condição de disputar a vitória, mas quase ocasionou uma pane seca nas últimas voltas. Assim, Queirolo cruzou a linha de chegada com somente nove segundos de vantagem, após quatro horas de disputa, sobre a Ligier de Di Mauro, que fez de tudo para se aproximar no final.

“A equipe está de parabéns, foi fantástico. Mas sem emoção, não tem graça. Na última volta, tivemos um problema e o carro começou a ter uma falha, o Pedro virou 10, 12 segundos mais lento, mas deu tudo certo”, destacou Muffato. “Nas duas últimas voltas, achei que o combustível poderia não bastar. Ainda tivemos um problema no ABS. Na última curva, o carro estava falhando, mas de repente cresceu. Na etapa passada, passamos sufoco, mas essa é nossa”, acrescentou Queirolo.

Dupla estreante fatura vitória na GT3

Na GT3, a honra da vitória coube a Ricardo Baptista e Rafael Suzuki, que disputaram sua primeira prova juntos. Eles largaram na pole position e dominaram a disputa a bordo da Mercedes AMG GT3 #27 do Team RC, que não ficou pronto em tempo de disputar a primeira etapa. O dia foi de festa completa para o time chefiado por Marcel Campos, já que outra máquina alemã, com Max Wilson e o clã Marco e Maurizio Billi, completou a dobradinha da equipe curitibana.

“Quero agradecer à receptividade da equipe. É uma pressão positiva fazer dupla com o Ricardo numa equipe como a RC, com um histórico vencedor. Corrida longa e quente, mas começamos com o pé direito”, frisou Suzuki. “Infelizmente não conseguimos fazer a primeira etapa, mas é sempre muito bom voltar. Fizemos a pole e vencemos, tivemos um pouco de sorte quando entrou o Safety Car, pois estávamos dentro dos boxes. E depois o Suzuki fez um trabalho perfeito de administrar”, ressaltou Baptista.

GT4: Pole perdida, vitória conquistada

Já a GT4 é a única categoria que viu os mesmos vencedores da prova de abertura repetirem a dose na segunda etapa: é a dupla formada por Jacques Quartieiro e Alan Hellmeister. Eles se impuseram sobre o time que largou na pole position, com o quarteto formado por Giuliano Bertuccelli, Kreis Jr., Eric Santos e João Tesser para manter os 100% de aproveitamento no campeonato, garantindo uma dobradinha de modelos Porsche 718 Cayman GT4 da Stuttgart Motorsport.

“Acho que vai ser um ano bem disputado. Ganhamos, mas não por uma diferença grande. Foi uma corrida cheia de emoções, com vários líderes e com um final feliz para nós”, disse Quartieiro. “A perda da pole foi um tapa na cara da humildade para a gente. Fomos bem nos treinos, mas não conseguimos fazer a pole. Mas corrida é isso: conseguimos ganhar as duas, a responsabilidade vem para cima da gente, mas vamos tentar administrar e tentar seguir assim no campeonato”, encerrou Hellmeister.

Confira o Top-3 de cada categoria:

P1:
Pedro Queirolo/David Muffato – AJR
Gaetano di Mauro/Guilherme Bottura – Ligier JS P320
Xandinho Negrão/Marcos Gomes – Ligier JS P320

GT3:
Ricardo Baptista/Rafael Suzuki – Mercedes AMG GT3
Marco Billi/Maurizio Billi/Max Wilson – Mercedes AMG GT3
Marcel Visconde/Marçal Müller/Ricardo Maurício – Porsche 911 GT3

GT4:
Jacques Quartieiro/Alan Hellmeister – Porsche 718 Cayman GT4
Eric Santos/João Tesser/Kreis Jr./Giuliano Bertuccelli – Porsche 718 Cayman GT4
Enzo Visconde/Kim Camelo – BMW M2 Clubsport

Próxima etapa:
Dia 15/06, Autódromo Velocitta, em Mogi Guaçu (SP)

Fonte: Império Endurance Brasil

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here