Home Automobilismo Stock Car Etapa de Velocitta tem vitórias de Daniel Serra e Ricardo Maurício na...

Etapa de Velocitta tem vitórias de Daniel Serra e Ricardo Maurício na Stock Car

103
0
Foto: Marcelo Machado de Melo/Stock Car

A Stock Car Pro Series realizou a décima e antepenúltima etapa de uma empolgante temporada 2023 neste domingo (29). O Autódromo Velocitta, em Mogi Guaçu (SP), foi palco de duas grandes corridas, que foram vencidas pelos pilotos da Eurofarma RC. Na primeira prova do dia, Daniel Serra superou Felipe Fraga (Blau Motorsport) na estratégia de pit-stop e venceu pela terceira vez no campeonato, enquanto Felipe Baptista (KTF) foi o terceiro depois de superar Gabriel Casagrande na última volta.

Na segunda corrida, Ricardo Maurício repetiu a tática adotada pelo companheiro de equipe, mas também precisou segurar a forte pressão de Felipe Massa (Lubrax Podium) nas voltas finais para vencer pela segunda vez na temporada e a 37ª na Pro Series, empatando com Cacá Bueno (KTF) como o segundo maior vencedor em atividade na categoria. Felipe Baptista repetiu o terceiro lugar, mas em resultado ainda sob investigação após incidente com Cacá na última disputa do dia.

Com um quarto e um 12º lugares neste domingo, Gabriel Casagrande (A.Mattheis Vogel) conseguiu abrir ainda mais vantagem perante seus concorrentes diretos. O campeão de 2021 tem agora 277 pontos, 30 a mais que o novo vice-líder da temporada, Felipe Fraga, que foi o maior pontuador do fim de semana em Mogi Guaçu.

Estratégia leva Serra à vitória — Pole position, Fraga sustentou a liderança, com Serra em segundo e Casagrande em terceiro. Com o desenrolar da prova, o piloto da Blau conseguiu abrir vantagem na frente e controlou a disputa até a abertura da janela para pit-stop obrigatório.

Fraga foi justamente o primeiro piloto a fazer a parada nos boxes, sendo seguido por Casagrande, enquanto Serra adotou estratégia diferente, optou por ter pista livre e tentar buscar a liderança da corrida. Daniel partiu para os boxes na volta 11, fez o pit-stop, teve sucesso na sua tática e voltou logo à frente do Chevrolet Cruze #88 da Blau.

A relargada entregou grande emoção nas voltas finais com o duelo entre os dois campeões. Serra conseguiu sustentar a liderança e cruzou a linha de chegada na frente para vencer pela terceira vez na temporada e a 24ª na sua laureada carreira. Fraga confirmou o segundo lugar, enquanto Felipe Baptista fez a ultrapassagem na última volta, superou Gabriel Casagrande e foi o terceiro.

“Foi um misto de performance com estratégia. Paramos na hora certa e, como seguimos na pista [antes da parada obrigatória], conseguimos virar tempos bem rápidos. A equipe fez um pit-stop perfeito, mais uma vez, e conseguimos voltar em primeiro. Tivemos um pouquinho de sufoco ali depois do safety-car, mas depois deu tudo certo”, comemorou Daniel.

Ricardinho repete tática e segura Massa — Com uma primeira fila de oito títulos, Cacá Bueno e Ricardo Maurício puxaram o grid da disputa complementar deste domingo. O pentacampeão manteve a liderança, logo à frente de Ricardinho, enquanto Thiago Camilo era o terceiro, mas enfrentava a forte pressão de Felipe Massa.

Entre os ponteiros, Cacá foi o primeiro a fazer seu pit-stop, na volta 9. Maurício seguiu na pista e tentou repetir a estratégia de sucesso com o companheiro de equipe Daniel Serra na Corrida 1. Ricardinho foi para os boxes duas voltas depois e conseguiu voltar à frente do piloto carioca, que também perdeu posição para Felipe Massa.

Ricardo Maurício partiu para as voltas finais com tentando segurar a pressão exercida por Massa, enquanto Cacá Bueno vinha em terceiro, seguido de perto por Felipe Baptista e Felipe Fraga no momento em que houve nova intervenção do safety-car por conta de problema sofrido pelo campeão Marcos Gomes.

A prova foi retomada com bandeira verde quando restavam pouco menos de dois minutos. Massa tentou de tudo para vencer pela primeira vez na Stock Car e colocava muita pressão sobre Ricardinho. Mas o tricampeão resistiu e partiu para a conquista da sua vitória 37 na Stock Car — igualando Cacá Bueno como o segundo maior vencedor em atividade. Felipe Baptista terminou na pista em terceiro foi punido em razão do incidente com Cacá durante a prova, de modo que Felipe Fraga completou o top-3 oficial da disputa.

Maurício voltou ao pódio da Stock Car, que não frequentava desde a etapa de Interlagos, em abril, quando foi vencedor da Corrida 2. Agora, Ricardinho volta ao topo do pódio para registrar mais uma marca importante na Pro Series.

“Depois de alguns finais de semana que tivemos na temporada, é sempre bom voltar a vencer. Ainda mais aqui no Velocitta, que depois de Interlagos é nosso segundo quintal de casa. O resumo é que foi um fim de semana difícil, mas nossa equipe conseguiu encaixar um bom trabalho desde os treinos. O Daniel venceu a primeira e triunfei na segunda prova. Foi bem disputada, com lutas com o Cacá logo no começo e depois com o Felipe Massa. O que predominou mesmo foi a estratégia. E veio mais uma vitória, a 37ª da carreira, então estou bem feliz”, destacou.

Fraga assume vice-liderança — A tabela do campeonato tem duas mudanças bem importantes no momento em que a temporada se aproxima da definição dos candidatos ao título. Felipe Fraga chegou ao Velocitta em sexto no campeonato e deixa o interior de São Paulo na vice-liderança. O paraense radicado em Palmas está agora a 30 pontos da liderança da tabela, que segue ocupada por Gabriel Casagrande.

Thiago Camilo (Ipiranga Racing) manteve a terceira posição do campeonato e soma 242 pontos. Rubens Barrichello marcou dez tentos neste fim de semana e caiu de segundo para quarto, com um total de 237 até agora. E Daniel Serra ganhou três posições na tabela depois da vitória neste domingo e deixa o interior paulista em quinto no campeonato, com 229 pontos.

Casagrande considerou ter vivido uma etapa favorável em termos de campeonato, já que ampliou de 22 para 30 pontos sua vantagem para o segundo colocado. “Foi um fim de semana positivo. Chegamos aqui pensando em não diminuir a diferença para o vice-líder, e ela aumentou. Sei do potencial e da enorme qualidade do Fraga, que é campeão, e com certeza ele iria incomodar. Mas temos uma vantagem grande e vamos para Cascavel para tentar manter essa diferença e, em Interlagos, que a gente possa chegar em Interlagos em plenas condições para conquistar o título”.

Stock Car Pro Series, etapa 10, Velocitta
Corrida 1:
1º – Daniel Serra (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze), 18 voltas em 31min42s840
2º – Felipe Fraga (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze), a 1s312
3º – Felipe Baptista (KTF Racing/Chevrolet Cruze), a 2s048
4º – Gabriel Casagrande (A.Mattheis-Vogel/Chevrolet Cruze), a 3s104
5º – Felipe Massa (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze), a 3s643
6º – Julio Campos (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze), a 4s424
7º – Rafael Suzuki (Pole Motorsport/Chevrolet Cruze), a 5s204
8º – Thiago Camilo (Ipiranga Racing/Toyota Corolla), a 7s224
9º – Ricardo Maurício (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze), a 8s350
10º – Cacá Bueno (KTF Sports/Chevrolet Cruze), a 8s498
11º – Rubens Barrichello (Mobil Ale/Toyota Corolla), a 8s746
12º – Enzo Elias (Crown Racing/Toyota Corolla), a 9s156
13º – Lucas Foresti (A.Mattheis-Vogel/Chevrolet Cruze), a 9s368
14º – Bruno Baptista (RCM Motorsport/Toyota Corolla), a 9s722
15º – Rodrigo Baptista (KTF Sports/Chevrolet Cruze), a 10s190
16º – Allam Khodair (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze), a 11s703
17º – Cesar Ramos (Ipiranga Racing/Toyota Corolla), a 12s065
18º – Gianluca Petecof (Full Time Sports/Toyota Corolla), a 12s487
19º – Felipe Lapenna (Scuderia Chiarelli/Toyota Corolla), a 13s061
20º – Sergio Jimenez (Scuderia Chiarelli/Toyota Corolla), a 13s671
21º – Tony Kanaan (Texaco Racing/Toyota Corolla), a 14s074
22º – Marcos Gomes (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze), a 14s177
23º – Denis Navarro (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze), a 14s737
24º – Nelson Piquet Jr. (Crown Racing/Toyota Corolla), a 15s075
25º – Lucas Kohl (Hot Car Competições/Chevrolet Cruze), a 16s510
26º – Átila Abreu (Pole Motorsport/Chevrolet Cruze), a 17s458
27º – Dudu Barrichello (Mobil Ale /Toyota Corolla), a 1min03s996
28º – Ricardo Zonta (RCM Motorsport/Toyota Corolla), a 5 voltas

Não completou
Gaetano Di Mauro (Hot Car Competições/Chevrolet Cruze), a 12 voltas

Excluído
Guilherme Salas (KTF Racing/Chevrolet Cruze)

Corrida 2:
1º – Ricardo Maurício (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze), 20 voltas em 32min52s660
2º – Felipe Massa (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze), a 0s531
3º – Felipe Fraga (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze), a 3s397
4º – Nelson Piquet Jr. (Crown Racing/Toyota Corolla), a 3s894
5º – Átila Abreu (Pole Motorsport/Chevrolet Cruze), a 4s771
6º – Thiago Camilo (Ipiranga Racing/Toyota Corolla), a 8s086
7º – Julio Campos (Lubrax Podium/Chevrolet Cruze), a 8s432
8º – Dudu Barrichello (Mobil Ale /Toyota Corolla), a 9s011
9º – Felipe Baptista (KTF Racing/Chevrolet Cruze), a 11s113
10º – Gabriel Casagrande (A.Mattheis-Vogel/Chevrolet Cruze), a 11s160
11º – Allam Khodair (Blau Motorsport/Chevrolet Cruze), a 13s950
12º – Daniel Serra (Eurofarma RC/Chevrolet Cruze), a 16s899
13º – Felipe Lapenna (Scuderia Chiarelli/Toyota Corolla), a 18s176
14º – Denis Navarro (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze), a 19s159
15º – Cesar Ramos (Ipiranga Racing/Toyota Corolla), a 20s665
16º – Lucas Kohl (Hot Car Competições/Chevrolet Cruze), a 21s670
17º – Gaetano Di Mauro (Hot Car Competições/Chevrolet Cruze), a 23s358
18º – Tony Kanaan (Texaco Racing/Toyota Corolla), a 24s389
19º – Cacá Bueno (KTF Sports/Chevrolet Cruze), a 26s023
20º – Bruno Baptista (RCM Motorsport/Toyota Corolla), a 28s782
21º – Lucas Foresti (A.Mattheis-Vogel/Chevrolet Cruze), a 34s634
22º – Rubens Barrichello (Mobil Ale/Toyota Corolla), a 42s028
23º – Rafael Suzuki (Pole Motorsport/Chevrolet Cruze), a 2 voltas
24º – Guilherme Salas (KTF Racing/Chevrolet Cruze), a 2 voltas
25º – Marcos Gomes (Cavaleiro Sports/Chevrolet Cruze), a 5 voltas

Não completaram
Sergio Jimenez (Scuderia Chiarelli/Toyota Corolla), a 9 voltas
Enzo Elias (Crown Racing/Toyota Corolla), a 9 voltas
Rodrigo Baptista (KTF Sports/Chevrolet Cruze), a 10 voltas
Gianluca Petecof (Full Time Sports/Toyota Corolla), a 18 voltas
Ricardo Zonta (RCM Motorsport/Toyota Corolla), não largou

A 11ª e penúltima etapa do campeonato acontece em 26 de novembro no Autódromo Internacional Zilmar Beux, em Cascavel, no oeste do Paraná.

Fonte: Vicar/Stock Car

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here