Home Automobilismo Fórmula E Oliver Rowland e Pascal Wehrlein comentam as corridas que venceram em Misano

Oliver Rowland e Pascal Wehrlein comentam as corridas que venceram em Misano

112
0
Foto: Fórmula E

A sexta e sétima etapa do Campeonato Mundial ABB FIA Fórmula E foram repletas de fortes emoções. O britânico Oliver Rowland (Nissan) venceu a sexta etapa em Misano da Fórmula E, em uma corrida cheia de ação e estratégia. Após a desclassificação do piloto português Antônio Félix da Costa, Rowland ficou com a vitória, compartilhando suas experiências até o momento e suas expectativas futuras na competição de carros elétricos.

No domingo (14), o alemão Pascal Wehrlein (TAG Heuer Porsche) venceu a segunda corrida em Misano e discutiu as evoluções entre as duas corridas do fim de semana, bem como os desafios enfrentados durante a competição.

No geral, fomos competitivos em ambos os dias, o que foi realmente positivo“, disse Wehrlein, destacando a determinação da equipe em se adaptar às condições e otimizar o desempenho do carro.

Rowland, da Nissan, refletiu sobre os desafios enfrentados no último ano, descrevendo-o como um período de reconstrução pessoal e profissional. Apesar das dificuldades, expressou gratidão pela oportunidade de competir em um nível tão alto e destacou a importância de construir uma base sólida para o sucesso futuro.

Eu esperava ser mais competitivo, mas ainda estamos em uma fase de reconstrução dentro da equipe. A pressão não nos afeta, pois temos nossos próprios objetivos definidos“, explicou Rowland. Ele compartilhou detalhes de suas conversas com um psicólogo esportivo em uma coletiva de imprensa após a prova e destacou a importância de manter a mentalidade certa para enfrentar os desafios da competição.

Wehrlein discutiu os momentos-chave da corrida, incluindo a batalha com Oliver Rowland, vencedor da primeira etapa em solo italiano.

Pensei que o plano inicial era permanecer à frente dele quando o ultrapassei pela primeira vez. Mas então ele foi bastante agressivo e empurrou bastante. Isso foi um pouco inesperado“, explicou Wehrlein.

Rowland, vencedor da primeira etapa, liderava a segunda etapa até a volta final, quando seu carro ficou sem energia e ele teve que abandonar. Para a próxima etapa em Mônaco, o piloto espera continuar com bons resultados, mas busca diminuir as expectativas em relação ao pódio.

Agora, o objetivo é focar no que estamos fazendo. Depois do que aconteceu, temos que esquecer as partes ruins e focar apenas nas positivas. Sabemos o quanto o Campeonato é competitivo, então devemos ficar relaxados, sem esperar pódios em todas as etapas. Temos que continuar fazendo o básico e aproveitar a corrida“, concluiu Rowland.

O traçado italiano de 3.381km contou com 14 curvas. A vitória de Pascal Wehrlein (TAG Heuer Porsche) marcou uma quebra de tendência, sendo o primeiro piloto a vencer duas corridas no ano após sete etapas. Pascal venceu a etapa de abertura da temporada no Circuito Hermanos Rodríguez, no México.

Com o resultado, Wehrlein assumiu a liderança do campeonato, empatado em 89 pontos com Jake Dennis (Andretti), ficando à frente devido ao ponto extra da volta mais rápida em Misano.

A oitava etapa da Fórmula E está marcada para o dia 27 de abril nas ruas de Mônaco, local de memoráveis vitórias de Ayrton Senna na Fórmula 1.

Fonte: Fórmula E

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here