Home Automobilismo Fórmula E Max Günther vence o E-Prix de Tóquio com a Maserati

Max Günther vence o E-Prix de Tóquio com a Maserati

133
0
Foto: FIA Fórmula E

Neste sábado (30), o Campeonato Mundial ABB FIA Fórmula E correu pela primeira vez pelas ruas de Tóquio, e por pouco os fãs japoneses não viram uma vitória da equipe da casa, a Nissan.

Depois de ter largado na Julius Baer Pole Position, o britânico Oliver Rowland liderou boa parte da prova, mas acabou sendo superado nas voltas finais pelo alemão Maximilian Günther, da Maserati MSG Racing.

Essa foi a segunda vitória do piloto Maximilian Günther pela equipe Maserati, a quinta dele na história da Fórmula E. Nesta temporada do mundial dos carros elétricos, foi a primeira vez que a equipe italiana subiu no degrau mais alto do pódio.

O pódio do E-Prix de Tóquio foi completado pelo atual campeão da Fórmula E, o britânico Jake Dennis (Andretti), que travou uma boa disputa com o português António Félix da Costa (TAG Heuer Porsche), quarto colocado.

”Um fim de semana incrível. Estivemos entre os três primeiros em todas as sessões e quase conseguimos a pole position, mas garantir a vitória é muito especial. Me senti muito bem no carro e demos bons passos como equipe nas últimas semanas”.

”Desde o São Paulo acho que mostramos que temos um ritmo muito forte e hoje transformamos isso em vitória. Executamos perfeitamente a estratégia e fizemos tudo o que tínhamos que fazer. É incrível vencer a primeira corrida da Fórmula E em Tóquio e estou orgulhoso”, comentou Max Günther após a prova.

O alemão Pascal Wehrlein, novo líder do campeonato, o francês Norman Nato (Andretti), o suíço Nico Müller (ABT Cupra), o neozalendês Nick Cassidy, o holandês Robin Frijns (Envision Racing) e o brasileiroSérgio Sette Câmara (ERT Formula E Team) completaram do quinto ao décimo.

Como foi a corrida em Tóquio

A largada do circuito de rua de 18 curvas e 2.582m foi tranquila. Dono da Julius Baer Pole Position no E-Prix de Tóquio, Oliver Rowland manteve a ponta na largada, enquanto Edoardo Mortara (Mahindra) surpreendeu e deu o bote em cima de Max Günther, assumindo a segunda colocação. O brasileiro Sérgio Sette Câmara largou em quarto, mas logo foi superado por Jake Dennis.

Enquanto os três primeiros colocados permaneciam colados nas primeiras voltas, Sette Câmara não conseguiu segurar os adversários acabou sendo superado e perdendo posições, mas ainda se mantendo dentro da zona de pontuação, oscilando entre o nono e décimo lugar.

”Concluir a prova na zona de pontuação foi uma espécie de prêmio para todos do time que se empenharam muito neste fim de semana”, contou o mineiro.

O outro piloto brasileiro do grid, o campeão de Fórmula E Lucas di Grassi (ABT Cupra) teve mais um fim de semana para esquecer. Largando em 14º, ele até tentou subir algumas posições, mas acabou abandonando a prova após um toque na Mahindra de Nyck de Vries.

Os três primeiros colocados, Rowland, Mortara e Günther foram se alternando na liderança da prova em Tóquio conforme começaram a ativar o Modo Ataque. Ainda assim, Günther levou vantagem e conseguiu ganhar a segunda posição de Mortara.

Na volta 17, Evans tentou fazer uma ultrapassagem em cima de Frijns na disputa pelo oitavo lugar e acabou levando a pior e danificando sua asa dianteira, caindo várias posições. Devido aos detritos que ficaram na pista, foi necessária a entrada do safety car.

Na volta 22 o safety car deixou a pista, e duas voltas mais tarde Günther conseguiu ultrapassar Rowland e assumir a ponta. O piloto alemão da Maserati ainda conseguiu ativar seu último Modo Ataque e se manter à frente do britânico da Nissan, e desta forma, conseguiu se manter na liderança da prova até a bandeirada, mesmo com a pressão nas voltas finais.

Da Costa até tentou surpreender Rowland nas voltas finais, mas acabou ficando sem espaço na disputa com o piloto da Nissan e além de não conseguir ganhar a posição, acabou perdendo o seu lugar no pódio para Jake Dennis. Mortara, que tinha feito uma surpreendente corrida com a Mahindra e terminado dentro do top-10, acabou sendo desclassificado por ter utilizado mais energia do que o permitido.

Resultado da corrida:

1º Maximilian Gunther – Maserati MSG Racing
2º Oliver Rowland – Nissan
3º Jake Dennis – Andretti
4º Antonio Félix da Costa – TAG Heuer Porsche
5º Pascal Wehrlein- TAG Heuer Porsche

Veja resultado completo!

Com a vitória, Günther subiu para a quinta colocação no mundial de pilotos, que agora possui um novo líder: Pascal Wehrlein voltou à ponta da tabela de classificação com 63 pontos, dois a mais que Nick Cassidy. A próxima etapa da Fórmula E será a rodada dupla de Misano, na Itália, nos dias 13 e 14 de abril.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here