Kobayashi e Alonso vencem 24 horas de Daytona após forte chuva e...

Kobayashi e Alonso vencem 24 horas de Daytona após forte chuva e bandeira vermelha

57
0
RSS Feed
Foto: Twitter/Fernando Alonso

As fortes chuvas que começaram na madrugada de domingo e continuaram ao longo do dia fizeram com que as 24 horas de Daytona fossem uma batalha pela sobrevivência e a equipe que se mostrou mais competente foi a Konica Minolta Cadillac DPi-VR de Jordan Taylor, Renger van der Zande, Kamui Kobayashi e Fernando Alonso. Faltando duas horas e sete minutos para terminar a prova, Alonso assumiu a liderança quando o campeão do IMSA WeatherTech 2018, Felipe Nasr, escapou em uma das curvas ao volante do Whelen Engineering Cadillac DPi VR. Pouco depois, com as chuvas mais intensas, a corrida foi interrompida por bandeira vermelha pela segunda vez devido às condições da pista. A prova nem sequer recomeçou, o que deu ao Cadillac número #10 da Wayne Taylor Racing sua segunda vitória na Rolex 24 horas de Daytona em três anos.

Creio que foi uma corrida interessante, com mudanças de condições, muito difícil, mas acho que, como todos dizem, todos fizeram o seu trabalho. Os quatro pilotos lideraram por direito próprio e conduzimos na liderança durante as diferentes etapas da corrida. Tudo se tratava de sobrevivência. Pudemos ver muitos caras que correram muitos riscos no início da corrida, mas esperamos com o plano de jogo para correr nossa própria corrida e não sermos pegos na batalha de ninguém. Não nos metemos em confusão, não danificamos o carro, ninguém saiu da pista. Assim se vencem estas corridas. Chegamos à corrida pensando que quase todos os carros podiam vencer a corrida, mas havia pilotos que cometeram pequenos erros aqui e lá, mas nossa equipe sempre foi capaz de subir ao pódio sem problemas“, declarou Jordan Taylor.

Fernando Alonso, bicampeão mundial de Fórmula 1, conquistou sua primeira vitória em sua segunda participação no Rolex 24 horas de Daytona. Ele se tornou o terceiro campeão mundial de Fórmula 1 a ganhar a prova, juntando-se às façanhas de Phil Hill e Mario Andretti, que venceram sob outra configuração. “Estamos muito orgulhosos do trabalho que fizemos hoje, mas não foi um trabalho de um dia, foi um mês de trabalho. Para mim foi em dezembro o início, quando começamos a preparar a corrida e recebemos todos os documentos que nos ajudaram a entender como funciona o Cadillac e como funciona a Wayne Taylor Racing, alguns procedimentos que podem ser diferentes em comparação com outras equipes, etc. Tentamos ter uma integração rápida, Kamui e eu, tentando aprender tudo o que pudemos da equipe em Roar, em comparação com o esforço durante a corrida, torna-se muito difícil. As condições estavam mudando o tempo todo“, comentou Alonso.

Felipe Nasr completou a prova em Daytona na segunda colocação, compartilhando o volante do Cadillac #31 da equipe Action Express com Pipo Derani, que também chegou a liderar a corrida, e o norte-americano Eric Curran. Helio Castroneves foi ao pódio, terminando as 24 Horas de Daytona em terceiro ao lado de Alexander Rossi e Ricky Taylor com o Acura #7 da equipe Penske. A equipe Core Autosport, formada por Jonathan Bennett, Colin Braun, Romain Dumas e Loïc Duval, terminou na quarta colocação a bordo do Nissan DPi #54. Rubens Barrichello concluiu em quinto com o Cadillac #85 da equipe JDC-Miller ao lado de Misha Goikhberg, Tristan Vautier e Delvin DeFrancesco.

 

RSS Feed

DEIXE UM COMENTÁRIO